Em busca do meu eu, do seu eu, do eu de todos nós…

Eu estava rondando a internet hoje e acabei sendo bombardeado com notícias muito ruins. Pelo que percebi, está acontecendo uma guerra, de verdade, com bombas, jatos e AK’s-47. No Facebook, rios de discursos de esquerdistas, direitistas, defendendo opiniões, xingando e criticando o português do próximo quando acabam os argumentos. Pra todos os lados em que se vai, o assunto é política, que desce pra religião, que volta pra política.

11898582_968314003224699_8438973997734505245_n

Pessoal de dezesseis, dezessete anos, falando como se fossem um Karl Marx da vida, discursando como um Hitler, mas que agem na escola como um bando de pré-adolescentes viciados em sexo, video-games e batatas fritas, repetindo de ano e indo mal em Filosofia, Geografia e História.

Isso tudo me dá repulsa, me dá uma sensação ruim, sensação de insegurança. Ou, talvez, eu que já estou crescido e é esse tipo de coisa que devo esperar da minha vida adulta. Política, guerra e gente querendo ser o que não é pra postar nas redes sociais e pagar de instruído pra pegar menininhas que gostam de “caras inteligentes”.

Não acho errado a gente, dessa idade, quase virando adulto, começar a criar tais opiniões, mas, poxa cara, você mal tem dezoito anos, por quê não tentar curtir mais um pouco a vida, sair com os amigos pra comemorar uma nota boa, ou até passar uns dias no mato pra encontrar seu verdadeiro eu? Eu acho que isso está fazendo mal, fazendo mal a todos nós. O mundo cinza de política, o mundo cinza das cidades grandes, com suas florestas de concreto estão afetando uma das melhores fases da vida de todos nós. Uma fase de se descobrir, que acaba sendo resumida em votar nesse ou naquele partido, apoiar essa ou aquela causa e ir nessa ou noutra igreja. Não! Não é assim.

Que tal apoiar você? Que tal, antes de compreender  o governo de um país, compreender o porquê de você gostar mais  de uma cor e menos de outra? E por quê não entender Deus por suas próprias experiências, estudos e leituras? Por quê ficar trancado no mundo de pedras e tijolos dos homens? Por quê não ir pro campo?

São coisas que passam em minha cabeça todos os dias e eu não entendo. Às vezes eu só quero mesmo é ir pro mato por umas semanas.

Fazer fogueira, pescar a própria comida, acender fogo com gravetos e refletir sobre como o mundo NATURAL era realmente lindo, antes do dinheiro e do poder estragarem ele.

Boa noite.

Anúncios

8 comentários sobre “Em busca do meu eu, do seu eu, do eu de todos nós…

  1. Ahhhhh! Concordo plenamente.
    Existe muito filosofo de buteco, a internet tá cheiiiiiia desse tipo, quando vejo algo assim já nem abro mais 😐 é tanta gente querendo pagar de “cult” e discutir politica, mas não sabe nem o preço do kg de arroz!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s